domingo, 16 de fevereiro de 2014

Bloco de notas 15/02/2014

Bloco de notas 14/02/2014

De Amor, para Amor....


"Amor:
- O tempo, é escasso para nos acomodarmos nas horas. 
- Longos os minutos que fazemos esperar. 
- Recordo-me dos sorrisos, das horas certas e das incertas, que serão nossas. 
- Lembro-me das palavras, das lágrimas. 
- Não esqueço o que se dirá, no olhar."...
 
Contorno o alvoroço dos anos, na melhor forma de simplesmente, gostar!

Amor, 
que me dá as saudades para sentir. 
À Alma o cajado que não me deixa cair. 
Amor, 
que despe o silêncio quando nua me sinto, 
abraça-me na solidão, 
quando ela chama por mim. 
Amor, 
são as palavras que me transformam. 
O perfume, 
das pétalas que caíram. 
O nascer dos dias 
que se enrosca nas noites. 
Aurécias 
que enaltecem as mimosas manhãs. 
Amor, é acordar! 
Sentir os pés nos chão. 
Combustão que pernoita para lá da dor, 
de qualquer sentimento. 
Nos fragmenta a razão, 
em meros ideais que se julgamos perfeitos. 
Perfeitos não serão certamente! 
Ou então, 
não é, Amor. 
Amor, 
não se escreve com frases bonitas, não se compra. 
O amor acontece... 
Acontece, quando menos esperamos. 
Encurta as distâncias,
supera a mente para lá, 
da perda de um Amor... 
Amor, 
nos deixa Amor. 
Amor, 
que nos transforma, alimenta.
Amor,
não é envelhecer.
É não ter tempo para não aprender, 
tudo o que Amor,
nos quer dizer...

Amor,
nos questiona de dentro para fora...

Ana P.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.